FALAR COMO UM LABREGO

“Parece-me que, com todos os usos e abusos da linguagem que no dia-a-dia se praticam, a denúncia de que ninguém se entende é injusta para com as nossas experiências – e atrevo-me a dizer que estou absolutamente certo de que, nesta matéria, não falo apenas por mim. “