ENTER THE VOID

“Se em Seul Contre Tous Gaspar Noé enjaula o talhante em planos curtos e fixos iluminando “os intestinos da França” a luz quase branca e em Irrevérsible prende Marcus com uma câmara freneticamente movimentada, em planos longos e escuros, em Enter the Void a armadilha para Óscar é o POV.”